terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Últimas Notícias
Capa / 1ª Página / Redação do Enem 2017 tem como tema a formação de surdos

Redação do Enem 2017 tem como tema a formação de surdos

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 têm como tema de redação “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”. O texto deve ser dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, desenvolvido a partir da situação proposta no tema e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores. Além da redação – pela primeira vez aplicada no primeiro dia do exame –, os participantes farão provas de Linguagens, códigos e suas tecnologias; e Ciências humanas e suas tecnologias, que somam 90 questões de múltipla escolha.

As provas começaram às 13h30 e os participantes terão cinco horas e 30 minutos para resolvê-las. Aqueles com direito a tempo adicional e que solicitaram o recurso durante a inscrição terão uma hora a mais. Deficientes auditivos e surdos que optaram fazer a videoprova traduzida em libras, novidade desta edição, terão duas horas a mais de prova. É a primeira vez que o Enem é aplicado em dois domingos consecutivos e que as áreas de conhecimento são divididas dessa forma. Assim, a demanda cognitiva do participante está organizada de maneira mais inteligente e integrada.

Critérios – A partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o edital do exame de 2017, o MEC e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decidiram acatar a decisão sem recorrer ao Plenário do STF, garantindo que os participantes do Enem 2017 possam fazer a prova com segurança jurídica e com a tranquilidade necessária ao exame. Dessa forma, não será atribuída nota zero à redação que violar os direitos humanos.

Continuam em vigor os critérios de correção das cinco competências, conforme estabelecido na Cartilha de Participante – Redação no Enem 2017. O respeito aos direitos humanos será considerado na correção como previsto na competência 5: “elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos”.

O texto é dissertativo porque disserta sobre um assunto proposto, descreve-o e explica-o. É também argumentativo porque defende uma opinião e tenta convencer o leitor com argumentos. O material precisa ser opinativo e organizado para a defesa de um ponto de vista, já que a opinião do autor deve estar fundamentada com explicações e argumentos.

Regras – O participante só poderá ausentar-se em definitivo da sala de provas após duas horas do início da aplicação. O caderno de questões só poderá ser levado para casa quando o candidato deixar em definitivo a sala nos 30 minutos que antecedem o término da prova. O descumprimento dessas duas regras é motivo para eliminação do exame.

São motivos para receber nota zero na redação: fuga total ao tema; não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa; extensão de até sete linhas; cópia integral de texto motivador da proposta de redação e/ou de textos motivadores do caderno de questões; impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação; parte deliberadamente desconectada do tema proposto; assinatura, nome, apelido ou rubrica fora do local designado para assinatura do participante; texto integralmente em língua estrangeira e folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho.

Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep

 

Sobre Redação