sábado, 20 de janeiro de 2018
Últimas Notícias
Capa / 1ª Página / Por causa de atraso de salário, servidores municipais iniciam greve em Rolim de Moura

Por causa de atraso de salário, servidores municipais iniciam greve em Rolim de Moura

(Foto: Sinsezmat/Divulgação)

Os servidores das Secretarias Municipais de Agricultura e Saúde de Rolim de Moura (RO), a 402 quilômetros de Porto Velho, entraram em greve por tempo indeterminado na sexta-feira (8). Conforme o sindicato das categorias, a paralisação foi definida em assembleia geral e exige o pagamento do salário dos servidores até o 5º dia útil do mês. Ainda de acordo com o sindicato, 40% dos servidores das duas pastas aderiram ao movimento.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Zona da Mata (Sinsezmat), José Luiz Alves Felipin, em assembleia geral realizada no 28 de novembro, ficou acertado que caso a prefeitura não realizasse o pagamento de novembro até o 5º dia útil do mês as duas categorias entrariam em greve.

“Estamos cansados das promessas não cumpridas por parte do executivo. Desde 2016 os salários são pagos em atraso, e eles [prefeitura] sempre prometem que vão regularizar a situação, mas não cumprem”, aponta.

Além pagamento atrasado dos salários e gratificações, o Sinsezmat cobra da administração municipal a quitação de um convênio com o sindicato, enquadramento do plano de cargo dos servidores, além de melhores condições de trabalho para todos os setores e categorias.

Conforme Felipin, cerca de 480 servidores, que representa 40% das duas pastas, aderiram a greve. “As outras categorias também manifestaram interesse em participar do movimento, porém, é preciso que a decisão seja tomada em assembleia geral”, revela.

A paralisação, segundo a direção do sindicato, só será encerrada após o cumprimento reivindicações apresentadas pelos servidores. “Exigimos que sejam abonadas as faltas dos servidores em greve, o pagamento de novembro e apresentação por parte da administração de um calendário de pagamento até o 5º dia útil”, destaca.

Felipin afirma que foi organizado uma escala mínima de atendimento e 30% do serviço à comunidade estão mantidos. Os atendimentos de urgência e emergência no Hospital Municipal têm prioridade. Já nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) serão realizados apenas os procedimentos agendados antes do início da greve.

Prefeitura

A assessoria de comunicação da prefeitura de Rolim de Moura informou que, devido a crise financeira que o município atravessa nos últimos anos, em alguns meses a administração tem feito o salário dos servidores com atraso de 10 a 15 dias, mas que pretende regularizar a situação em breve.

Sobre o pagamento de novembro, disse que ainda não foi pago devido a falta de aprovação do orçamento do município. Como foi aprovado pela Câmara de Vereadores nesta sexta-feira (8), em uma sessão extraordinária, a folha deve ser paga na próxima semana. Ainda de acordo com órgão, a administração irá cortar o ponto dos servidores em greve.

Fonte: G1/RO

Sobre Redação