Governo de Rondônia amplia oferta de educação profissional no Estado com aquisição de quatro escolas móveis

0
Foto: Governo de RO

O Governo de Rondônia avançou nesta segunda-feira (12) em mais uma das metas prioritárias do Plano Estratégico com a entrega de quatro unidades de escolas móveis ao Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep). O ato ocorreu no estacionamento do Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, e busca expandir a educação profissional para os rondonienses com oferta de cursos de qualidade, gratuitos em estruturas modernas.

‘‘Vamos fazer a educação profissional funcionar em Rondônia! Isso é importante para que tenhamos pessoas qualificadas em Rondônia, e desta forma vamos combater o desemprego, fazendo com que as pessoas tenham renda para viver com dignidade. Conseguimos planejar isso em 2019 e já estamos executando em pouco mais de dois anos de gestão. São com ações como essa que vamos desenvolver Rondônia’’, garantiu o governador de Rondônia, Marcos Rocha.

O investimento na aquisição das unidades móveis foi de aproximadamente R$ 9 milhões, recurso do Estado. O projeto “Educação sobre Rodas” tem como objetivo a interiorização das ações de qualificação, de forma que os cursos sejam levados gradativamente aos 52 municípios. O que, segundo o gestor da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Suamy Vivecananda, ajuda o Governo de Rondônia a resolver um problema histórico que é a demanda reprimida no Estado por qualificação e alcançar um público vulnerável dando condições de se qualificarem.

‘‘A pandemia atrapalhou, mas não apagou a determinação do Governo do Estado em reagir diante do atraso histórico na oferta de qualificação profissional gratuita que existe no Estado. Essas unidades móveis vão se deslocar para a oferta de curso nos municípios, especialmente onde estão as demandas de vulnerabilidade, pois esse também é um trabalho social. O Estado de Rondônia jamais será o mesmo, pois teremos pessoas formadas nas periferias, distritos, em locais onde carece de educação profissional. Vamos massificar essa ação’’, disse o secretário.

As quatro unidades móveis somaram esforços para o Governo de Rondônia alcançar a meta de atender a matrícula de 10 mil cidadãos em cursos técnicos de nível médio e 36 mil em cursos de formação profissional até 2022. A coordenadora do Comitê de Soluções para Melhoria e Alcance de Resultados (Somar), vinculado à Casa Civil, Flávia Beatriz, pontuou o impacto positivo das escolas móveis para o alcance da meta do Plano Estratégico.

‘‘Essas unidades de escolas móveis fazem parte da iniciativa prioritária do Plano Estratégico escolhida pelo governador em 2019 e fazem parte da batalha de expansão da educação profissional. Trará um impacto muito positivo, pois essas qualificações geram empregabilidade e desenvolvimento econômico’’, avalia Flávia.

Rondônia possui outras duas unidades que ofertam educação profissional: Abaitará, em Pimenta Bueno e a Escola Técnica Estadual (Etec), anexo a Escola Estadual Orlando Freire, em Porto Velho, com cursos remotos.

EIXOS DE QUALIFICAÇÃO

Os cursos que serão ofertados nas quatro unidades móveis são voltados para à piscicultura e frigorífico; panificação e confeitaria; manutenção de máquinas agrícolas, e imagem pessoal. A presidente do Idep, Adir Josefa de Oliveira, anunciou os primeiros municípios que receberão as escolas móveis.

A escola móvel Máquina Agrícola irá inicialmente para Ariquemes. A de Panificação e Confeitaria para Candeias do Jamari; A de Frigorífico e Piscicultura para Pimenta Bueno e a escola móvel de Imagem Pessoal, para Vilhena.

‘‘Pensamos em uma alternativa para levar a educação profissional para a nossa gente de forma que fortalecesse o desenvolvimento do Estado e ao mesmo tempo otimizasse a mão de obra local. Por meio dessas unidades vamos levar cursos de qualificação profissional e também cursos técnicos, sendo que duas dessas unidades são voltadas para vocação do Estado, e outras duas para o empreendedorismo’’, afirma a presidente do Idep.

Climatizadas, com acessibilidade, confortáveis e modernas, as unidades móveis são dotadas de estrutura diferenciada para atender os rondonienses. ‘‘Elas têm toda tecnologia, inovação que qualquer indústria tem, inclusive algumas até tecnologias utilizadas em aviões. Rondônia larga na frente nesta oportunidade de poder ampliar a educação profissional dentro do espaço público e como política pública como o Governo tem feito’’, considera Adir.

O governador de Rondônia reforçou a responsabilidade em aplicar recurso público com responsabilidade em ações que de fato beneficiem a população. ‘‘Eu tinha e tenho o sonho de que o Estado de Rondônia faça a diferença; não é fácil, incomoda quem não pensa na coletividade, mas eu só me importo que a nossa gente seja tratada com dignidade, respeito, seriedade, e é por isso que essas unidades serão usadas para transformar a vida de muitas pessoas’’, disse Marcos Rocha.

O ato de entrega das escolas móveis também foi acompanhado pela primeira-dama, Luana Rocha, por prefeitos, secretários municipais de educação e pelos deputados estaduais Alan Queiroz e Eyder Brasil, que reforçaram que o Governo do Estado está no caminho certo. ‘‘Planejou, economizou e agora está fazendo trabalhos em diferentes frentes, parabéns’’, disse Alan Queiroz.

Comments

comments