Conflitos agrários são debatidos em reunião entre PMRO e instituições

0

Para tratar de conflitos agrários na região de Nova Mutum, aconteceu na manhã de segunda-feira, 31, no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar uma reunião com diversas entidades. Na ocasião foi apresentado um levantamento da atual situação de áreas de conflito agrário e que fazem parte de reintegrações, manutenções e interditos proibitórios na localidade.

Participaram da reunião o comandante-geral coronel PM Alexandre Luís de Freitas Almeida; o coordenador de Policiamento Operacional, coronel PM Fábio Alexandre Santos França; o secretário da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), José Hélio Cysneiros Pachá; o delegado de polícia da 10ª Delegacia, Daniel Braga Batista; o promotor Heverton Aguiar, coordenador da Força-Tarefa do Ministério Público do Estado de Rondônia (MP), dentre autoridades da inteligência, planejamento e operacional.

Para buscar a integração entre as entidades que são essenciais no êxito da Operação que será realizada, o comandante-geral da PMRO, coronel PM Almeida explicou a importância da união dos órgãos. “A Polícia Militar está fazendo os levantamentos, o trabalho de investigação, autuação para que haja um trabalho integrado e o suporte para uma força tarefa do Ministério Público para tratar conflitos agrários e das demais entidades será essencial nessa Operação”, explicou o coronel.

O secretário da Sesdec, coronel PM Pachá, falou da importância da união dos órgãos e entidades para a efetividade da Operação. “Alinhar os procedimentos relativos ao trabalho com os problemas que envolvem invasões de terra em Rondônia é um dos objetivos primordiais dessa reunião, que irá garantir o sucesso da Operação”, falou o secretário.

Para uma atuação integrada de Promotorias de Justiça com atribuições relacionadas a litígios coletivos pela posse de terra rural e urbana, em ações de prevenção e combate aos conflitos agrários e fundiários em Rondônia, o Ministério Público criou uma Força-Tarefa. O coordenador da Força-Tarefa, promotor Heverton Aguiar, destacou a importância da união das instituições na efetiva ação de conflito agrário. “Estamos atuando juntamente com as instituições para que haja a efetiva ação dos órgãos envolvidos e que se possa garantir o sucesso da Operação”, finalizou o promotor.

Fonte: Dcoms

Fotos: Soldado PM Alfredo

Comments

comments