Caminhoneiros fazem bloqueios pelo 2° dia em rodovias de Rondônia

0

Na noite de quinta-feira (9), alguns pontos da rodovia chegaram a ser liberados, mas atos seguem em 5 locais. Ações são em apoio às manifestações ocorridas em 7 de setembro.

Grupo de caminhoneiros em protesto a favor de Bolsonaro na BR-364, em Candeias — Foto: Marisson Dourado/Reprodução

Quatro pontos de bloqueio parcial e um ponto de bloqueio total são registrados nas rodovias de Rondônia no fim da manhã desta sexta-feira (10), segundo dia de protestos de caminhoneiros no estado. Os manifestos são na BR-364 e BR-421, que tem bloqueio total de veículos.

Dos 10 pontos de bloqueio de caminhoneiros existentes no Brasil, cinco deles estão em Rondônia.

Abaixo, veja onde são os ponto de bloqueios e interdição, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF):

  • Cacoal: bloqueio parcial com manifestantes às margens da rodovia, mas bloqueado para caminhões com carga não perecível. Os caminhoneiros permite que os veículos com carga perecível utilizem as rotas alternativas para desviar dos locais de bloqueio. Veículos de passeio estão trafegando normalmente.
  • Ji-Paraná: bloqueio parcial com manifestantes às margens da BR-364 no Anel Viário. Bloqueado para caminhões com carga não perecível.
  • Jaci Paraná (distrito de Porto Velho): bloqueio parcial no km 789 da BR-364. Somente caminhões com cargas não perecíveis está proibido trafegar.
  • Monte Negro: BR-421 com bloqueio total, porém há liberação do trânsito em geral por 20 minutos. Os veículos de emergência e afins estão passando normalmente. Os veículos de carga não passam. Os manifestantes condicionaram a abertura somente após o encerramento do bloqueio em Ariquemes.
  • Ouro Preto do Oeste: bloqueado parcialmente no km 387 da BR-364 para caminhões com carga não perecível. Liberado para veículos de passeio, emergência, ônibus, perecíveis e carga viva.

No início da manhã ainda havia bloqueio parcial em Ariquemes, no KM 512 da BR-364, e em Jaru na BR-425. Porém, os manifestos nestas duas localidades foram encerrados.

Na noite de quinta-feira (9), os pontos de bloqueios foram liberados em Vilhena (RO), no Sul do estado e em Candeias do Jamari, próximo a Porto Velho, que está com trânsito liberado para todos os veículos.

Os caminhoneiros que protestam são a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na maioria dos locais que permanecem parcialmente bloqueados, apenas carros pequenos, veículos de emergência e cargas de alimentos perecíveis estão tendo o trânsito liberado pelos manifestantes.

As interdições continuam mesmo após o presidente Jair Bolsonaro gravar um áudio pedindo aos caminhoneiros que liberem as estradas do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação “atrapalha a economia” e “prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres”.

Na quinta-feira os protestos chegaram a ocorrer em 13 pontos de rodovias do estado:

  • Jaci-Paraná (distrito de Porto Velho): Fechamento da rodovia no KM 789.
  • Cacoal: bloqueio no km 234, entre a região metropolitana e o bairro riozinho, zona rural. No local, os organizadores bloquearam o sentido crescente da pista com pneus, cones e latas de diesel. De acordo com a PRF, os manifestantes estão realizando uma espécie de ‘Pare e Siga’ para evitar congestionamentos.
  • Candeias do Jamari: bloqueio no KM 691 (entre Candeias e Porto Velho). Trânsito liberado apenas para carros de pequeno porte, veículos de emergência, de carga viva e de carga perecível.
  • Ji-Paraná: bloqueio na região do Anel Viário, km 337. Carros de passeio, emergência, carga viva e perecível estão passando.
  • Ouro Preto do Oeste: bloqueio no KM 387. Cerca de 15 caminhões realizando bloqueio, sentido crescente, Trânsito Liberado para Veículos de passeio, de emergência, ônibus , perecíveis e carga viva.
  • Jaru: bloqueio no Km 425. Fechamento da rodovia.
  • Cujubim: bloqueio no km 563 Veículos de passeio, cargas vivas e perecíveis, produtos perigosos e veículos de emergência podem trafegar livremente.
  • Presidente Médici: bloqueio no km 305, no trevo de acesso à BR-429. Veículos de passeio, cargas vivas e perecíveis, veículos de emergência podem trafegar livremente.
  • Vilhena: interdição parcial da rodovia no KM 19, com autorização para passagem de veículos de passeio, cargas vivas e perecíveis, veículos de emergência podem trafegar livremente.
  • Ariquemes: bloqueio parcial no km 514. Veículos de passeio, cargas vivas e perecíveis, veículos de emergência podem trafegar livremente.

Em outras rodovias:

  • Cerejeiras: a interdição parcial está sendo feita na BR-435, no KM 120.
  • Monte Negro: interdição total na BR-421.

Por: G1/RO

Comments

comments